domingo, 28 de abril de 2013

Mulher

Sinto que está voltando... O controle da ana sobre as minhas ações e os meus pensamentos. Maldita doença.

Estou com nojo e repulsa de mim mesma e de minhas banhas. Odeio tudo em mim, principalmente o fato de ser mulher. De ter que submeter meu corpo a todas essas coisas, de ter que estar preparada pra dor e vergonha todo mês, dos olhares que dizem que sou louca quando falo que não queria ter peitos. Eu os odeio. "Isso porque você não descobriu o poder de um par de peitos".
Idiota. Você não sabe que são uma fraqueza, e não uma força? São apenas dois sacos de gordura e pele. Nada a mais.
Devemos tê-los para satisfazer os homens, para agradá-los. Devemos desejar tê-los, mesmo sem saber por quê. Não devemos revelar o que é nojento de nosso corpo pois somos bonecas, perfeitas, limpas, ideais. Não temos corrimento. Nossa menstruação é simplesmente um líquido azul ocasional, como mostrado pelos comerciais e não devemos revelar nosso estado, porque somos loucas, principalmente nesta fase. Tudo que queremos é nos arrumar e agradar, não sabemos dirigir, não servimos para grandes tarefas, não merecemos ganhar o mesmo salário dos homens.
Depile as pernas, mantenha seus seios firmes e para cima, use sutiã, que vai ser muito desconfortável mas é seu dever, assim como cobrir seu corpo e mostrá-lo para agradar somente, não dê opinião, não chore, não seja bruta, evite comer o que os homens comem e ter celulite e estrias.
Se você tiver, a culpa é sua. Você é horrível. Você é mulher.

terça-feira, 23 de abril de 2013

De volta ao peso inicial!

Setembro de 2011, quando tudo começou. 48kg. Muitos perdidos e muitos mais ganhos, aqui estou eu de novo com 48!!

Estou perdendo peso cada vez mais rápido. Não sei se sou eu ou o remédio(tomo venlafaxina,um antidepressivo que tem como efeito colateral emagrecimento em algumas partes do corpo, em geral do peito) , mas seja o que for, estou amando! É muito bom me sentir mais magra, mais segura, mais atraente pra eu mesma. Agora faltam só oito quilos pra chegar na minha nova meta. Claro que eu queria menos né, mas 40kg é o limite para eu continuar saudável. Não terei pressa de perder tudo de uma vez porque aprendi a lição: com pressa sempre extrapolo na dieta e recupero tudo. Quem sabe se vc passa pelo mesmo não tenta uma dieta mais de acordo com seu organismo?

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Thiiiiinnnn

Eu vou me pesar amanhã de manhã, acho que engordei. Estou venso um documentário chamado model girl e a menina (Nadya) é TÃO magrinha! Tenho evitado olhar fotos de gente magra para não me sentir mal, mas também acho que eu dveria ser forte o bastante para saber lidar com isso. Eu olho ainda as vezes e fico mal porque ainda estou tão gorda, e sempre acho que estou engordando, me olho no espelho e vejo meu braço, que está tão gordo, aumentando mais e mais...
Achei uma dieta saudável para ver se consigo perder 3kg nos próximos 30 dias pelo menos. Se eu perder 1 ou dois já ico feliz, depois dessa temporada toda nease corpo horrível!!
Esta é a dieta que tentarei a partir de sábado: http://corpoacorpo.uol.com.br//dieta/dieta-de-emergencia/dieta-das-3-horas-promete-eliminar-1-kg-por-semana-sem-restricoes/1601/4



terça-feira, 9 de abril de 2013

Saí dos 50!!!

É isso mesmo, finalmente saí dos 50!!!! To com 49,7 mas mesmo assim é melhor do que 52,3!

Agora quero fechar abril com 48, mas mais importante, quero conseguir controlar minha dieta certinho e tudo mais, ser mais regrada, controlada...

Depois disso, estou mais confiante em mim mesma, pois acho que faz quase 6 meses que não vomito, não tenho crises bulímicas. E faz um mês que (FINALMENTE!!!) o remédio está fazendo efeito e não fico mais mega depeimida. Até fico feliz! Estou até voltando a ser sociável, aos poucos...

sábado, 30 de março de 2013

De volta à ativa

Como disse no último post, não achava que poderia continuar fazendo isso. Então tirei um tempo, dei uma melhorada mas ainda acho importante a função do blog.

Ultimamente enfrento problemas tentando fazer minha dieta saudável, 100 calorias, 800 duas vezes por semana. Quero perder 2kg POR MÊS em vez de por semana. Mas isso está me deixando ansiosa... Não consigo ficar só nas 1000! Então vou voltar ao velho hábito de anotar tudo o que como.

Como devem saber, quem acompanhou meu blog por um tempo, sabe que eu tenho problemas em cumprir o que prometo, e também sou ótima com planos (e péssima em realizá-los). É algo que estou tentando concertar ainda. Como disse Einstein, é loucura esperar resultado diferente fazendo a mesma coisa.

Alguém tem alguma dica de como acabar com a procrastinação? Acho que hoje é minha maior inimiga, que me faz perder tempo deitada na cama com a respiração difícil e os olhos ameaçando se fechar e colocar-me a dormir para sempre. Deixo para depois tudo, então entro em depressão. Todos os pensamentos que me fazem querer desistir da vida vem à tona e me derrotam, me fazendo voltar para a cama mais uma vez. Eles me tiram toda a energia e motivação de fazer qualquer coisa útil com a minha vida.

Me sinto uma idiota, uma inútil. Pois tantas pessoas passam por dificuldade, elas não tem TEMPO para parar e pensar em desistir, ou elas podem perder seus empregos, ou suas vidas, ou pior, a vida de seus filhos. E apesar de tudo, continuam indo e indo e eu aqui, sempre com tempo. E se não houvesse um amanhã? Eu teria que fazer hoje, agora ou nunca.

É com isso que vou começar a tentar trabalhar: excluindo o amanhã. Focando no hoje.

 COMO SE FOSSE FÁCIL. Agora meu primeiro passo é saber que não vai ser fácil mas vai valer a pena.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

meninas não sei se sirvo mais pro blog, acho que não vou conseguir voltar pra cá

por enquanto está desativado. Não excluiria ele, mas também não vou usar mais. Eu aviso se voltar :/
Obrigada por tudo

Eficiente como uma lesma

Não consegui chegar ainda ao dia 2 do desafio, que é começar a dieta.

É difícil, muito difícil pra mim fazer as coisas.Mas já abri o livro de matemática e salvei o conteúdo do ensino médio para preparar meu roteiro. Claro, que eu não li, e também não cheguei à metade do primeiro conteúdo, mas...

O que acontece é que tem vezes, algumas poucas horas, as vezes minutos, em que tenho uma descarga de motivação- quero fazer tudo de uma vez. Outras em que querer fazer não é o suficiente e que não faço nada de útil o dia inteiro. A maioria dos dias são assim: empurrando com a barriga. E este é meu maior desafio, que decidi encarar este ano: fazer agora.

Mas é difícil, porque muito desta procrastinação vem da minha depressão. A falta de motivação de viver em geral me impede de fazer qualquer progresso. Junto com a ansiedade, que me impede de concentrar até para assistir TV. De repente, folhear uma revista de moda parece uma tarefa dificílima, que exige o mesmo nível de concentração de meditação.

Isso me frustra.Isso me dói.Quero ser capaz de cumprir com minhas tarefas como qualquer pessoa mentalmente saudável.
Todos que me mandam esperar e ter paciência- mais do que eu já estou tendo- não posso tirar outra conclusão do que esta: estão errados. Querem que eu espere? Vocês mandariam um paciente com uma apendicite saturada esperar? Têm noção da dor? De que, quanto mais esperar para ser atendido, pior ficará sua situação?
É assim que eu me sinto: numa fila do SUS, esperando.
Eu não vou esperar coisa nenhuma e não vou gastar dinheiro, ou pior, dinheiro dos outros, para me dizerem para ter paciência. Quero ver se no meu lugar iriam gostar de esperar.

Fique acordada até o meio da madrugada porque está ansiosa demais para dormir, todos os dias, enquanto isso você pode se distrair com um ou outro ataque de ansiedade. Esteja numa reta final, na qual precisa estudar e criar responsabilidades mas não conseguir se concentrar nem parar ler um parágrafo de um livro. Aguente todos os pensamentos e sentimentos de invalidez e estresse. Aguente o sentimento de ver todas as roupas deixando de te servir e um sentimento de ansiedade fechando sua gargante, que faz com que você corra para a cozinha e tenha que comer tudo o que está lá. Veja seus amigos saindo e se divertindo e aproveitando a juventude, enquanto você fica contando quantos remédios ainda vai levar para fazer efeito, e depois, descobrir que já toma os antidepressivos à meses e não sentir nenhuma diferença significativa, enquanto isso você pode ver sua juventude voando pela janela. Veja os dias passarem, um por um, e nenhuma diferença ser feita. SINTA TODA A RAIVA DE ESTAR NESTE ESTADO, ouça todos dizerem que você tem que falar, mostrar o que sente. Se humilhe na frente de todos chorando e contando todos seus pensamentos mais sinceros e profundos para depois lhe dizerem QUE VOCÊ TEM QUE TER PACIÊNCIA, QUE NADA PODE SER FEITO.